Voltar para insights

Um avanço nos data centers da próxima geração

A Deerns irá iniciar um projeto revolucionário para criar um  Modular Integrated Sustainable Data Center of the Future' (MISD) de última geração, como parte de um programa da UE para serviços de processamento de dados de próxima geração. 

A alta qualidade do projeto para o “Modular Integrated Sustainable Data Center (MISD)” visa redefinir o design e a operação do data center, estabelecendo novas referências do setor para inovação, sustentabilidade e colaboração.  

Deerns is part of a project consortium comprising, Deerns, Asperitas, BetterBe, Eurofiber, NBIP (Dutch National Internet Providers Management Organization), TNO and University of Twente in The Netherlands. 

O projeto faz parte de um programa crítico que visa acelerar a participação da Europa na inovação em tecnologias de Cloud e Edge. Esta iniciativa foi chamada de Projetos de Interesse Europeu Comum – Infraestruturas e Serviços em Nuvem (IPCEI-CIS), e recebeu o aval da Comissão Europeia em 5 de dezembro.  

A Deerns faz parte de um consórcio de projetos que inclui Deerns, Asperitas,BetterBe, Eurofiber, NBIP (Dutch National Internet Providers Management Organization), TNO e Universidade de Twente, na Holanda.  

O cronograma do projeto MISD tem duração de cinco anos indo de 2024 até 2029. O objetivo principal está estreitamente alinhado com a missão da Deerns para a descarbonização e envolve a criação de um novo sistema modular que ficará localizado mais perto dos usuários finais (Edge computing) gerando uma redução significativa no consumo total de energia e nas emissões de CO2 com redução superior a 50%. As inovações desenvolvidas ao longo do projeto serão reunidas em laboratórios geograficamente distribuídos.  

Panorâmica do programa IPCEI-CEI  

A Comissão Europeia fornecerá apoio financeiro a dezenove inovadores “projetos principais”, com até 1,2 bilhão de euros de financiamento público destinados à pesquisa, ao desenvolvimento e à primeira aplicação industrial de tecnologias avançadas. Um adicional de 70 milhões de euros será alocado pelo governo holandês para o MISD e outros projetos holandeses do IPCEI-CIS.  

De acordo com o Comissário para o Mercado Interno da União Europeia, Thierry Breton, “Com esse IPCEI, a Europa reforçará sua liderança em inovação nos serviços de processamento de dados da próxima geração. É fundamental oferecer inovações revolucionárias em tecnologias de nuvem e de borda que atendam aos requisitos europeus de interoperabilidade, privacidade de dados, sustentabilidade e segurança cibernética.”  

O objetivo de todos os projetos é desenvolver tecnologias revolucionárias que superem o padrão global de ponta existente e também possibilitem:  

  • avanços críticos no processamento de dados   
  • menos dependências tecnológicas  
  • menos disrupção no mercado  
  • maior aplicabilidade   
  • maior compartilhamento mútuo de dados.  

Jonathan Clark, Líder de Sustentabilidade de Data Centers da Deerns, explica que, como parte do programa IPCEI-CIS, o projeto MISD é um passo crucial para o futuro dos data centers modulares, integrados e sustentáveis, destacando o compromisso da Deerns com o progresso pioneiro no setor, ao mesmo tempo em que trabalha em conjunto com parceiros para desenvolver novas soluções. 

Clark acrescenta: “Temos orgulho de fazer parte do consórcio que está conduzindo a criação de um ‘Data Center Modular Integrado Sustentável do Futuro’ na Holanda. Em colaboração com nossos parceiros de projeto, somos pioneiros em soluções inovadoras para data centers. Esse projeto inovador ressalta a experiência da Deerns em projetos MEP, física de edifícios, conceitos de energia e modelagem de eficiência energética. Essas soluções modulares, integradas e sustentáveis estabelecerão novos padrões de excelência em design e ecologia.” 

Aqui é onde vemos o Futuro  

Os principais destaques do MISD incluem:  

  1. Abordagem modular inovadora: adoção de um projeto modular e tecnologicamente ágil, acomodando tecnologias em evolução e soluções ecologicamente corretas ao longo do tempo.  
  2. Modularidade e agilidade tecnológica: foco na criação de um data center modular, permitindo a renovação de células pequenas e substituíveis, racks de servidores, sistemas de resfriamento e backups.  
  3. Escalabilidade e flexibilidade: priorizar a rápida expansão da capacidade e a customizações das necessidades computacionais em módulos específicos para atender com eficiência o crescimento da demanda projetada.  
  4. Pesquisa e inovação: enfrentar os desafios tecnológicos que impedem os avanços no campo com um projeto de data center que pode passar por atualizações durante sua vida operacional.  
  5. Colaboração e experimentação: promover um ambiente colaborativo para experimentar, validar e comercializar soluções modulares e de integração.  
  6. Sustentabilidade e redução do impacto ambiental: minimização da pegada ambiental e energética por meio da integração de técnicas avançadas de resfriamento, projetos com eficiência energética e soluções de energia renovável. 
  7. Conquistas de ponta: integração de avanços de última geração em resfriamento, programação de tarefas, flexibilidade de energia e segurança cibernética para ampliar os limites dos recursos tradicionais de data center. 
  8. Compromisso de longo prazo: A Deerns tem o compromisso de fornecer o Design e a Solução para o Laboratório de Campo de Datacenter para uso posterior ao término do projeto, enfatizando a pesquisa contínua, a inovação e a implementação prática.  

O projeto pioneiro MISD tem como objetivo redefinir o futuro dos data centers e estabelecer novos padrões de referência em inovação, sustentabilidade, eficiência energética e segurança. Por meio de seu compromisso de ampliar os limites dos recursos convencionais dos data centers, a Deerns espera contribuir para o desenvolvimento de tecnologias revolucionárias no setor de processamento de dados. 

Let’s talk

Jonathan Clark

Data Centre Sustainability Lead

en